Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A médica Dieynne Saugo, que foi picada por uma cobra jararaca durante um banho na Cachoeira Serra Azul, em Nobres, a 151 km de Cuiabá (MT), recebeu alta médica na sexta-feira (18) após passar 18 dias internada, quando chegou a ter 70% das vias aéreas comprometidas e teve que passar por uma traqueoscopia.

View this post on Instagram

FINALMENTE ALTA HOSPITALAR!!! ♥️🙏 Em primeiro lugar: Gratidão meu Deus! ✨Gratidão toda minha família, em especial minhas irmãs, minha mãe maravilhosa, meus tios e tias de Maringá e meus tios e tias de Roraima ✨Gratidão meu namorado ✨Gratidão toda equipe que me deu suporte: Samu, PS Cuiabá, Complexo Jardim Cuiabá, e Hospital Albert einstein ✨Gratidão Dr Diogo e Dra Nathalia que acompanharam em Cuiabá ✨Gratidão Dr Sandrigo que me acompanhou todos os dias aqui em SP ✨Gratidão Dr Marcelo que fez minha traqueostomia ✨Gratidão Dr Mario Guarnieri que fez minha fasciotomia ✨Gratidão Dr Marcos Somano que fez a decanulação da traqueo ✨ Gratidão toda equipe de hematologia ✨Gratidão a fonoaudióloga ✨Gratidão a fisioterapeutas ✨Gratidão a nutri ✨Gratidão enfermeiros e técnicos de enfermagem ✨Gratidão todos meus amigos e amigas ✨Gratidão todos meus seguidores Gratidão pelo carinho, pelas orações, pelo apoio, pelas mensagens, pela contribuição com a vakinha. Continuamos arrecadando dinheiro para ajudar nos custos hospitalares, já estamos próximos da meta! O link para contribuição está no meu perfil! A VITÓRIA É NOSSA 🙏

A post shared by ✨ Dra. Dieynne Saugo 👉 Dra Fit (@dradieynne) on

Em entrevista à Record, divulgada também em suas redes, Dieynne contou sobre o ataque da jararaca de dois metros, que a picou por três vezes, uma no rosto e duas nas mãos.

“É uma dor indescritível, que não para. Uma dor pulsátil, o tempo todo. O inchaço é muito rápido e o mal estar no corpo. É tudo muito rápido”, afirmou. (Revista Fórum)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •