Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O policial militar Bruno Dias Delaroli, acusado de matar Ana Clara Gomes Machado, de 5 anos, durante uma ação em Niterói, foi solto pela Justiça. A decisão foi expedida após a Juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói, acatar um recurso da defesa.

A morte de Ana Clara ocorreu no dia 2 de fevereiro deste ano, após ela ser atingida enquanto estava na porta de sua casa, na comunidade Monan Pequeno, no Largo da Batalha. A família acusou policiais militares de serem os responsáveis pelo disparo. A menina chegou ser socorrida, mas não resistiu.

A Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG), responsável pelo caso, identificou o policial militar Bruno Dias Delaroli como autor do disparo que atingiu a criança. Ele foi preso em flagrante e, posteriormente, teve a prisão convertida em preventiva.

No dia 30 de junho, a 3ª Vara Criminal de Niterói, responsável pelo caso, realizou a primeira audiência de instrução do processo. No pedido aceito pela juíza Nearis Arce, a defesa do policial pediu a substituição da prisão preventiva por medidas cautelares. Com informações de Metrópoles.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •