Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio das equipes da 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Iranduba (distante 27 quilômetros em linha reta da capital) e do Posto de Policiamento Integrado (PPI) de Cacau Pirêra, deflagrou na manhã de quinta-feira (24/09), a operação ‘Delivery’, que culminou na prisão de seis pessoas, integrantes de uma organização criminosa que atua no tráfico de drogas, naquela região.

A ação policial foi coordenada pelos delegados Lázaro Ramos e Geraldo Elói, titulares da 31ª DIP e PPI, respectivamente. Na ocasião, as equipes prenderam, em cumprimento a mandados de prisão, Denys César da Silva e Silva, 35; Ismael Miqueias Marques da Silva, 38; Jhonata da Silva e Silva, 38; Rizelha Silva de Oliveira, 38; Viviane Lima Cardoso, 30; e Weslein Luiz Nascimento Barros, 24. Já Wesley Marinho Lima, 21, foi preso em flagrante por posse ilegal de munição de uso restrito e posse ilegal de arma de fogo.

“Todas as prisões ocorreram em partes distintas de Iranduba. Começamos as investigações há alguns meses e conseguimos identificar alguns infratores que integram essa organização criminosa, que utilizam a modalidade de ‘disk entrega’ com bicicletas e outros veículos para comercializarem entorpecentes”, explicou o delegado Geraldo Elói.

O titular da 31ª DIP destacou que as ordens judiciais, em nome deles, foram expedidas no dia 21 de setembro deste ano, pelo juiz Túlio de Oliveira Dorinho, da 1ª Vara da Comarca de Iranduba. “Ressalto que as investigações deverão continuar. A operação terá novos desdobramentos, pois estamos trabalhando intensamente para coibir o intenso tráfico de drogas no município”, enfatizou ele.

Apreensões – Durante a ação, as equipes apreenderam uma espingarda, munições, oito aparelhos de celular e dinheiro em espécie, proveniente das vendas das substâncias ilícitas.

Procedimentos – Denys César, Ismael, Jhonata, Rizelha, Viviane e Weslein foram indiciados por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Já Wesley foi autuado por posse ilegal de munição de uso restrito e posse ilegal de arma de fogo. Ao término dos trâmites cabíveis, eles irão permanecer na carceragem da 31ª DIP à disposição da Justiça.

Com informações da assessoria da PC


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •