Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O primeiro fim de semana de nova interdição da praia perene do complexo turístico Ponta Negra, na zona Oeste, pela Prefeitura de Manaus, em razão do aumento de casos de Covid-19 na capital, foi de atendimento às regras pela população. Não houve alteração registrada pelo Corpo Permanente de Segurança do espaço, incluindo Guarda Municipal, Defesa Civil, Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb) e Polícia Militar (PM).

Ainda na sexta-feira, a Prefeitura de Manaus fez o isolamento dos pontos de acesso ao balneário, após o prefeito Arthur Virgílio Neto anunciar novas medidas para conter o avanço do novo coronavírus na capital amazonense. Além disso, linhas de ônibus que integram a rota do complexo turístico passaram a não ter acréscimo de frota nos fins de semana, em reforço ao Decreto nº 4.906, publicado no Diário Oficial do Município (DOM) também no último dia 18/9, que prevê a interdição da praia pelo prazo de 60 dias.

A interdição é monitorada pelo corpo de segurança que atua no complexo, incluindo a comissão administrativa, a Guarda Municipal de Manaus, órgão vinculado à Casa Militar, e a PM, com escalas que cobrem 24 horas de serviço. Pela Guarda, 30 agentes se revezam em três turnos, sendo responsáveis pela cobertura da área da praia e de aproximadamente 200 metros de faixas e telas de isolamento.

A Casa Militar de Manaus, por meio de equipes da Guarda Municipal e Defesa Civil, iniciou o trabalho de orientação aos banhistas logo após o anúncio das medidas pelo prefeito. “Na sexta-feira ainda, conforme determinado pelo prefeito Arthur Neto, realizamos a retirada dos banhistas e, em seguida a interdição do local, garantindo a proteção e segurança quanto às medidas de proteção ao novo coronavírus, bem como a orientação sobre utilização de máscaras e prevenção à Covid-19”, destacou o diretor da Guarda Municipal, Diego Coelho.

A Polícia Militar esteve atuando na área com 16 homens, duas viaturas, incluindo da 19ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) e as duplas de ciclopatrulha, que se revezam em três turnos: manhã, tarde e noite. O domingo ganhou o reforço de quatro duplas nas bikes. “Em média, são empregados na Ponta Negra mais de 16 PMs para segurança pública, preservação da ordem e do ambiente, dando apoio às ações da Guarda Municipal contra o contágio pela Covid-19”, explicou o capitão Roberto Vieira, comandante da Ciclopatrulha.

Para mais informações sobre a ação da Guarda Municipal no isolamento à praia da Ponta Negra, a população pode entrar em contato com o Disque 153, da Central de Operação da Guarda Municipal. Também atuam no complexo servidores da Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento, Centro e Comércio Informal (Semacc).

A comissão que atua na gestão do parque segue fazendo as orientações ao público que acessa a área do balneário e a de areia, informando sobre as restrições, necessidade de cuidados com aglomeração e do uso da máscara.

A primeira interdição foi feita na praia no pico da pandemia, no dia 22 de março, como medida de proteção e prevenção à propagação da Covid. As interdições foram alinhadas com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e o Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb).

Transporte coletivo

Linhas de ônibus com destino ao complexo turístico Ponta Negra deixaram  de ter acréscimo de frota nos finais de semana, para evitar a ida de pessoas ao balneário. No entanto, para manter o atendimento aos que residem e trabalham no local, a prefeitura manteve as linhas que circulam nessa área.

Desde o último sábado, as linhas de ônibus foram mantidas com a frota dos dias úteis da semana. São elas: 120 – Ponta Negra / T1 / Centro (5 ônibus); 450 – Ponta Negra / T3 / Redenção (8 ônibus); 678 – Ponta Negra / V-8 / T5-T4 (9 ônibus); 641 – Ponta Negra / Aeroporto / T4-T3 (5 ônibus).

As linhas de acesso aos balneários do Tarumã, como a 126 – Sipam / avenida Brasil / T1 / Centro (8 ônibus) e 003 – Ponta Negra / Marinas (1 ônibus), também não foram interrompidas.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •