Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A união em torno de um projeto político para o Brasil e para o Amazonas foi destacada durante a consolidação da aliança entre o Partido Comunista do Brasil (PCdoB) e o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB). Anunciados na manhã deste domingo (01/06) no auditório da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), a aliança e o apoio à pré-candidatura do senador Eduardo Braga, presidente regional do PMDB, ao governo do Amazonas foram aprovados por unanimidade pelo comitê estadual do PCdoB.

Primeiro a anunciar formalmente o apoio, o presidente estadual do PCdoB, Eron Bezerra, ressaltou a decisão unânime do partido em prol da candidatura de Braga.

“Temos a alegria de dizer que, por unanimidade do nosso comitê estadual, foi aprovado o nome de Eduardo Braga para governador do Amazonas”, disse. “O Eduardo hoje, para nós, representa mais do que uma opção de candidatura ao Governo do Amazonas. É a continuidade de um projeto de governo que vem dando certo e que culmina com a reeleição da presidenta Dilma”.

A senadora Vanessa Grazziotin lembrou que não é candidata, mas garantiu que vai participar ativamente do processo eleitoral.

“Uma eleição é sempre muito importante porque é através desse processo que a gente decide o futuro do nosso país. Política não se faz com o coração, se faz com a razão e com a ideia certa. Eduardo, nós estamos aqui hoje porque entendemos que o melhor para o Amazonas é a sua candidatura”, afirmou.

O senador Eduardo Braga agradeceu a decisão unânime do PCdoB em torno de seu nome e reiterou que a união se dá em torno de um projeto para o Brasil. Lembrou também que o projeto que teve com o governo Lula tirou o Amazonas da desigualdade e do preconceito com que era tratado.

“Em que outro tempo podíamos sonhar com um programa de casas próprias para o povo do interior? O Lula veio e criou o ‘Minha Casa, Minha Vida’. Creches para os nossos filhos não tinha nem em Manaus, muito menos no interior. Luz para todos nas comunidades, nem pensar. Com a chegada do Lula na presidência da República e com a nossa chegada no Governo do Amazonas, tudo isso foi possível. Nós do PMDB estamos ombro a ombro, lado a lado com esses guerreiros, essas guerreiras e esses jovens do PCdoB em torno desse projeto”, disse o senador.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •