Ingrid Anne / Semcom
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Prefeitura de Manaus, em parceria com o Exército brasileiro, realizou na manhã de sexta-feira, 25/9, a segunda ação educativa de combate às queimadas, no âmbito da operação Verde Brasil 2, desenvolvida pelo 2º Grupamento de Engenharia, junto com órgãos de segurança e controle ambiental. A operação ocorreu na área rural do bairro Puraquequara, zona Leste, onde é grande a incidência de focos de queimadas em quintais de residências e terrenos baldios.

Técnicos da Divisão de Educação Ambiental e do Departamento de Fiscalização da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) percorreram as ruas do bairro com os militares, fazendo abordagens a moradores e transeuntes. A Semmas realizou também distribuição de mudas à população.

“O objetivo é orientar e conscientizar as pessoas sobre o quanto é importante evitar as queimadas, sobretudo em uma localidade como essa, que possui muita vegetação e riscos de propagação de incêndios”, explicou o chefe da Divisão de Educação Ambiental da Semmas, Raimundo Araújo, acrescentando que foram feitas diversas abordagens.

Ingrid Anne / Semcom

Segundo dados da Semmas, em 2019, as ações de Educação Ambiental alcançaram um público de 43 mil pessoas. Para 2020, a meta é de 50 mil pessoas. “É um trabalho de ‘formiguinha’, permanente, que precisa ser feito todos os anos, mas, em função da pandemia da Covid-19, tivemos que partir para alternativas como as aulas virtuais e que bom que temos agora a parceria com o Exército”, completou Raimundo Araújo.

O diretor de Fiscalização da Semmas, Eneas Gonçalves, também destacou a importância da parceria. “A primeira ação, na zona Leste, teve uma excelente receptividade por parte da população em locais considerados pontos críticos de denúncias. Acreditamos que isso, com a parceria do Exército, reduziu muito a incidência”, observou.

As atividades são definidas durante as reuniões de planejamento da operação Verde Brasil 2, que acontecem na sede do 2º Grupamento de Engenharia, na Ponta Negra, com a participação da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Batalhão Ambiental da Polícia Militar.

Os moradores ficaram satisfeitos com a ação. “Confesso que não suporto a fumaça das queimadas e aqui todos os dias os moradores queimam lixo e folhas. Quem sabe com a presença de vocês aqui, isso mude um pouco”, afirmou a atendente Kelly Rodrigues, 27. Já o militar Pedro Castro, 41, elogiou a ação. “Estão todos de parabéns por estarem preocupados em orientar a população e ainda trazer mudas frutíferas para plantarmos nos nossos quintais”, ressaltou.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •