Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Prefeitura de Manaus, por meio da atuação de diversas secretarias municipais e parceria com o governo do Estado, deu início na madrugada desta quarta-feira, 20/10, à operação “Orla + Segura”, na área da Manaus Moderna, no Centro.

A ação atendeu reivindicações feitas pelos permissionários das feiras da Banana e da Manaus Moderna e teve o objetivo de combater o comércio irregular, identificar pessoas que precisam de assistência social, reduzir a criminalidade e promover a revitalização da área. Nas ruas Barão de São Domingos, Lourenço da Silva Braga, dos Barés e Leovegildo Coelho (praça dos Remédios), além das frentes das feiras Manaus Moderna e da Banana, foram retiradas barracas, estruturas metálicas, lonas e outras armações utilizadas para a venda de produtos diversos.

“Essa ação integrada visa resgatar a ordem nessa área, reduzir a criminalidade e, consequentemente, trazer de volta as famílias que estavam acostumadas a frequentar as feiras e o entorno desses locais. O mercado Adolpho Lisboa é um dos cartões postais de Manaus e, com essa atuação, as pessoas poderão acessar melhor e com mais tranquilidade todos esses espaços”, afirmou o secretário municipal de Agricultura, Abastecimento, Centro e Comércio Informal (Semacc), Renato Júnior.

Para o secretário municipal Chefe da Casa Militar, tenente William Dias, a ação de reordenamento transcorreu de forma tranquila. “Isso é o resultado da integração, das ações de planejamento que nós fizemos anteriormente a isso, para que nós pudéssemos obter o êxito que alcançamos nessa operação. Um trabalho intenso da Prefeitura de Manaus com o governo do Estado, para que essa área fosse resgatada e devolvida à população”, declarou o tenente William Dias.

“Essa operação também é essencial para a segurança pública, pois recebemos diversas denúncias de tráfico de drogas, roubos e furtos, então, a ação já estava no nosso planejamento e, por meio dessa integração com a Prefeitura de Manaus, foi possível realizar a desocupação de maneira tranquila. Vamos manter o policiamento aqui para evitar que os ambulantes retornem e, dessa forma, a população possa voltar a usar o espaço”, afirmou o comandante do Policiamento de Área (CPA) – Sul, Luiz Navarro.

A operação continuará sendo realizada pelos próximos meses de forma a garantir que o espaço se torne um local seguro e atrativo para a população e o turismo.

Assistência Social

Servidores da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc) participaram da ação identificando e cadastrando pessoas em situação de rua ou que estavam usando a via como estratégia de sobrevivência. Pelo menos 15 pessoas foram identificadas.

“Nosso trabalho aqui é garantir que essas pessoas não fiquem sem o apoio da assistência social. Estamos com nosso pessoal da abordagem, identificando as pessoas que necessitam de um acompanhamento dos nossos Cras (Centros de Referência de Assistência Social), Creas (Centros de Referência Especializado de Assistência Social) ou de outros espaços socioassistenciais. Inclusive, acabamos de apoiar com veículo uma venezuelana que precisava levar as coisas dela aqui da Manaus Moderna para casa”, afirmou a secretária da Semasc, Jane Mara Moraes.

 A intervenção envolveu 350 agentes públicos da Semacc, Casa Militar, Semasc, Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), Limpeza Pública (Semulsp), Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp), Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), além das Polícias Militar e Civil e Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM).


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •