Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Viralizou na imprensa mexicana no último fim de semana conta que teria sido criada por presidiários no site de conteúdo adulto OnlyFans.

Os detentos de um dos Centros de Reintegração Social (Cereso) cobravam cerca de R$ 34 pela assinatura mensal ou R$ 345 pela adesão anual.

O Onlyfans é plataforma de compartilhamento de conteúdo erótico e sexual famosa dentre profissionais do sexo e pessoas da indústria pornográfica.

Os homens prometem imagens e vídeos de nudez e encontros sexuais que eles têm na prisão. A conta no twitter já havia sido suspensa. (Metrópoles)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •