Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Nos dias atuais, é notável observar, principalmente nas redes sociais, um movimento que vem ganhando adeptos, conhecido como Mesa Posta. De acordo com o blog Organiza Top, “mesa posta nada mais é do que o ato de organizar elementos como pratos, talheres e copos sobre a mesa, com o intuito de apresentar uma refeição para os seus convidados. […] Esse hábito pode ser colocado em prática em qualquer refeição, seja no café da manhã, brunch, almoço, café da tarde ou jantar. Mesa posta é sinal de boa recepção.”

Os adventistas do sétimo dia são conhecidos como um povo receptivo e que costuma organizar boas refeições para recepção de seus convidados. Em 2020, a sede sul-americana da Igreja Adventista lançou, através do Ministério da Mulher, o projeto “A experiência do sábado”. A ideia, segundo explica Marília Dantas, diretora do Ministério do departamento para os Estados da Bahia e Sergipe, é que as famílias se preparem de forma especial para receber o sábado. Assim, devem proporcionar aos familiares a oportunidade de desenvolverem o hábito de preparar a mesa de alimentação aos sábados de maneira diferenciada dos demais dias da semana, considerando sua importância para a união do lar.

“O projeto acontece desde o ano passado. Porém, neste ano tivemos o foco voltado para os 10 Dias de Oração. A ideia foi convidar as famílias para se preparem de forma especial para o pôr do sol no penúltimo dia dos 10 Dias de Oração, mas, infelizmente, não aconteceu como a gente esperava porque foi exatamente quando ocorreu a situação do semi-lockdown aqui no Estado da Bahia. Mas, mesmo assim, muitas famílias ainda fizeram”, esclarece Marília.

No folder confeccionado pela sede sul-americana da Igreja é ressaltada a importância do preparo para o sábado, seguido de uma série de dicas. “A proposta deste projeto é contribuir para que as famílias da igreja repensem seus hábitos relacionais em torno da mesa de refeições. E, mais especificamente, que desenvolvam (ou mantenham) o costume de torná-la uma aprazível experiência no dia mais especial da semana: o sábado”, detalha a líder.

Para Marília, a importância da iniciativa não fica voltada apenas para mulheres, mas a Igreja como um todo deve se envolver. “A ideia da experiência do sábado é fortalecer a nossa identidade como Adventistas do Sétimo Dia, fortalecendo o princípio da guarda do sábado”, afirma.

Para Lucicleia Alves, de Eunápolis, no sul da Bahia, participar do projeto e receber o sábado em família de forma especial foi mais que uma bênção. “Para honra e glória do Senhor, consegui reunir minha família. Meu filho, Alexandre, veio fazer o culto do pôr do sol conosco. Estamos muito felizes. Há 10 anos ele se afastou dos caminhos do Senhor e não frequenta mais a igreja, e almejo o seu retorno”, comemora ela, que é adventista há 25 anos. O comentário de Lucicleia foi feito na página oficial no Facebook da sede adventista para Bahia e Sergipe. E veio seguido de um apelo: “Nos ajude em oração”. (noticiasadventistas.org)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •