Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O PTB do Rio de Janeiro desistiu nesta segunda-feira (21) de manter como candidata à Prefeitura do Rio a deputada federal Cristiane Brasil, presa desde o dia 11 de setembro. A legenda avaliou que ela dificilmente sairá da cadeia a tempo de participar da campanha. As informações são do Estadão Conteúdo.

No lugar de Cristiane, o partido deve lançar Fernando Bicudo, ex–diretor do Teatro Municipal do Rio. Bicudo seria inicialmente o candidato a vice na chapa de Cristiane.

Cristiane é filha do presidente nacional do partido, Roberto Jefferson. O político é aliado e defensor do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Ela é investigada por suposta participação em um esquema de corrupção que foi alvo da segunda etapa da Operação Catarata. A ação investiga desvios em contratos de assistência social no governo do estado e na Prefeitura do Rio. Ela nega as acusações e se diz vítima de perseguição política.

Cristiane atuou como secretária de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida na Prefeitura do Rio e já foi cotada para o Ministério do Trabalho no governo Temer.

Apesar de detida, Cristiane podia concorrer nas eleições. Isso porque, por não ter condenação por órgão colegiado, ela não se enquadra na Lei da Ficha Limpa.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •