Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Na última semana, o São Paulo viu Anderson Martins, Everton e Alexandre Pato, por razões diferentes, deixarem o clube. Apesar das saídas desses jogadores, Raí, diretor de futebol do Tricolor, descarta a possibilidade de uma saída em massa de atletas.

Após o empate contra o Bahia, Raí destacou as dificuldades financeiras que todos os clubes estão enfrentando e avaliou positivamente o elenco do São Paulo. O ex-jogador do Tricolor entende que as saídas de alguns atletas é uma consequência natural do caos provocado pela paralisação.

“A crise financeira tem vários aspectos, de várias instituições. Não tem como ter desmanche. Obviamente que existem situações pontuais, insatisfação, motivação de jogadores. A gente quer aqui todo mundo muito motivado. Nós temos um grupo forte, que pode ter mudanças de uma peça ou outra”, afirmou Raí.

“Nós passamos quatro meses sem jogos, mais de três meses sem treinamentos, crises em todos os sentidos, renegociações. Isso obviamente mexeu muito com o grupo e com jogadores que estavam em final de contrato ou por outras situações, mas são poucos”, completou.

Além disso, Raí garantiu que a diretoria está atenta ao mercado para suprir lacunas pontuais no grupo de jogadores do São Paulo.

“A gente ficou com um grupo mais enxuto, temos que estar de olho no mercado, nas oportunidades, e obviamente em uma peça que sentimos que precisa reforçar. Não é uma obsessão, não é algo decidido”, finalizou.

Com o empate, o São Paulo chegou aos quatro pontos, na 13ª colocação do campeonato. Na próxima rodada, a equipe terá pela frente o Sport, no domingo, às 19h, na Ilha do Retiro. (Gazeta Esportiva)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •