Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O vereador Raiff Matos comemorou a inclusão de artistas da música gospel no evento comemorativo da Prefeitura de Manaus para os 352 anos da cidade. Logo quando assumiu como presidente da Comissão de Cultura e Patrimônio Histórico da CMM, Raiff encaminhou uma indicação (de número 680/2021) ao prefeito de Manaus solicitando a inclusão de artistas do segmento gospel nos projetos municipais de difusão de cultura em Manaus, incluindo os eventos oficiais da cidade.

“Vou buscar a forma adequada para a inclusão dos artistas do segmento cristão nos projetos culturais realizados pela Prefeitura de Manaus. Essa participação deve acontecer tanto nos editais, como também com a utilização dos espaços públicos e com a participação nos eventos oficiais do Município”, justificou o vereador na ocasião. Entre os eventos citados pelo vereador, estavam o Natal, o Réveillon, o Festival Folclórico de Manaus e o Aniversário de Manaus. 

O vereador Raiff Matos destaca que a população cristã de Manaus também deve ter acesso ao entretenimento custeado com recursos do município, além de os artistas do segmento serem beneficiados com os projetos culturais da cidade. “O Aniversário de Manaus é uma data tradicional e as famílias devem ser bem-vindas em eventos como esse”, destacou o vereador. 

Programação gospel na sexta, dia 22:

20h – David Lucas, Família Seven no palco 1 – Rio Negro

20h30 – Isabelle Ribeiro, Joci Carvalho no palco 2 – Solimões

21h – Raila e Banda Templos no palco 1 – Rio Negro

Festival Gospel

O vereador Raiff Matos também ingressou com Projeto de Lei (nº. 131/2021) que cria o Festival Gospel de Arte de Manaus – FEGAM como evento para ser incluído no calendário oficial da cidade de Manaus.A ideia do vereador é direcionar recursos do Fundo Municipal de Cultura e, caso necessário, estabelecer parcerias com empresas privadas para realizar o evento. 

Pela proposta, a Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult) ficará com a responsabilidade de selecionar os participantes do festival através de concurso, além de elaborar o projeto básico de execução do evento, elencando todos os pré-requisitos para a participação, bem como a forma pela qual se dará a premiação dos inscritos. A ideia é que o festival seja realizado na Praça D. Pedro II, localizada no centro de Manaus. 

“Não há como excluir o público evangélico das políticas públicas na área cultural. Além de estimular a criação artística e o desenvolvimento desse segmento cultural, o festival também vai permitir uma maior socialização e união das famílias cristãs do município”, defendeu o vereador Raiff Matos.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •