Reprodução Twitter
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Uma mulher foi torturada e mantida em cárcere privado na Comunidade do Muquiço, no Rio de Janeiro, após cobrar satisfações de criminosos da região por uma de suas filhas ter sido estuprada por integrantes do bando. Com informações de IstoÉ.

De acordo com a Polícia Militar, o resgate da vítima ocorreu na terça-feira (22). Ao chegaram na comunidade, as equipes do 9° BPM (Rocha Miranda) foram atacadas por criminosos armados. No entanto, conseguiram estabilizar a situação e vasculhar a área até encontrar a vítima.

Ainda segundo a PM, a mulher apresentava ferimentos pelo corpo e sinais de desespero. Junto à ela, estavam seus seis filhos, todos menores de idade. A mais velha está grávida de seis meses.

Conforme as informações obtidas pela corporação, a mulher foi mantida em poder dos marginais e estaria aguardando ordem do chefe do tráfico de drogas na comunidade, conhecido como Grisalho, para ser executada.

A família foi retirada da comunidade e a vítima foi encaminhada ao hospital. Os pertences deles também foram retirados do local e a subsecretaria de vitimização providenciará o acolhimento. A ocorrência foi apresentada no 35ª DP (Campo Grande). 


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •