Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A comunidade Valparaíso, na Zona Leste de Manaus, detém uma grande produção de hortaliças e verduras que abastecem feiras e mercado da cidade. No entanto, com uma infraestrutura precária, seus comunitários sofrem com a falta de asfalto, falta de saneamento básico, ausência de segurança pública e de transporte coletivo.

O candidato Romero Reis e seu vice Eduardo Costa, da chapa “Manaus tem pressa” visitou, na manhã da última segunda-feira (28), a comunidade Valparaíso, como parte de sua agenda de campanha, para ouvir as dificuldades enfrentadas por sua população cansada de promessas políticas. Comunidade esta a qual Romero já conhece desde o período em que foi vice-presidente do Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico de Manaus (Codese Manaus).

Romero visitou os moradores para apresentar suas propostas para a região, que inclui regularização fundiária, asfaltamento, saneamento básico e assistência técnica para quem vive da agricultura.

“Queremos que o Valparaíso funcione como uma fazenda urbana. E ela merece servir de exemplo a nossa cidade. Se chegarmos à prefeitura, vamos fazer regularização fundiária para dar garantia para quem vive do que a terra oferece, além de oferecermos água, esgotamento sanitário e asfalto para melhorar a vida das pessoas. Isso não é conversa de político, mas de empreendedor que sabe e faz”, disse o candidato.

O morador do Valparaíso Ney Duarte mora com seis pessoas de sua família e relata o drama que é viver na localidade. “Nossa maior causa aqui é a falta de asfalto, de água e de segurança. A água cada um se vira como pode, se não tiver seu próprio poço. Somos alvo de roubos e ameaças. No transporte, o motorista de Uber aqui não entra por causa de assaltos. Os mototaxistas e entregadores de comida só entram até 6h da tarde. Pra gente pegar um ônibus, tem que andar uns 15 minutos. A gente queria que fizessem algo por nós. Já comunicamos o atual prefeito e nada foi feito”, lamentou.

As mesmas dificuldades são relatadas pelo pedreiro Ary de Oliveira e sua esposa. “O mais difícil aqui é o transporte. A gente chama o Uber (aplicativo) e não chega aqui dentro. Para sair para trabalhar temos que caminhar até à avenida principal. É muito complicado”.

“Eu não sou político profissional. Quando a gente for prefeito de Manaus, a infraestrutura vai chegar aqui e Valparaíso vai se tornar um exemplo para os demais bairros. Não é papo de político, é proposta de um engenheiro militar que realizou dezenas de obras na Amazônia”, respondeu Romero aos comunitários.

Horta urbana

Romero também propõe fortalecer o trabalho de cooperativa agrícolas a fim de melhorar o preço das culturas ao produtor e aumentar a capacidade produtiva da área.

“Essa nossa área produz cerca de 30% das hortaliças, como alface e cheiro-verde, que abastecem a feira da Manaus Moderna. O que nós precisamos é de assistência técnica e financeira para melhorar as condições de quem vive da agricultura”, pontuou o agricultor Francisco Lopes, um dos mais antigos moradores do Valparaíso.

“Esse é meu compromisso porque eu amo essa terra, onde vivo há mais de 25 anos. Meu pai vivia da terra e eu sei como é morar em área rural. Queremos que as crianças e adolescentes que aqui vivem tenham um futuro melhor e possam viver numa cidade melhor”.

A visita de Romero à comunidade durou de 10h30 até às 12h30. Ele percorreu diversas ruas, cumprimentou os moradores e apresentou o seu plano de governo.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •