Foto: Buda Mendes/Getty Images
Compartilhe

No último sábado (27/11), o SBT transmitiu, com exclusividade na TV aberta, a grande decisão da Taça Libertadores da América entre Palmeiras e Flamengo, direto do estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai, e registrou uma audiência histórica em todas as praças do país aferidas pelo Kantar Ibope Media.

Na Grande São Paulo, a cobertura da partida que consagrou o time paulista como campeão da principal competição de clubes do continente, após vitória de 2 x 1, na prorrogação, alcançou 27,3 pontos de média, 47% de share e 32 pontos de pico. Foi o melhor desempenho em audiência desde o dia 21 de julho de 2002, quando o SBT marcou 28 pontos com a exibição do Programa do Silvio Santos.

Na mesma faixa horária, das 17h às 19h38, a emissora segunda colocada marcou 9,3 pontos de média com a exibição de um programa de auditório, uma novela e um jornalístico. A terceira colocada marcou apenas 3,4 pontos de média com um jornalístico policial.

Além do recorde de audiência dos últimos 19 anos, a diferença de 192% de vantagem para a emissora segunda colocada foi a maior registrada na história do canal. Somente na Grande São Paulo, o SBT alcançou 3,4 milhões de lares e 4,5 milhões de pessoas.

Maior audiência

No Painel Nacional de Televisão o SBT alcançou a melhor audiência em 20 anos. No horário do jogo, das 17h às 19h38, a emissora marcou 25,6 pontos de média, 47% de share e 26 pontos de pico.

Foi o maior índice registrado pela emissora desde o dia 1º de agosto de 2001, quando os dados do sistema de leitura de audiência ficaram disponíveis.

Na mesma faixa horária a emissora segunda colocada marcou 8,5 pontos de média e a terceira apenas 3,1. A vantagem de 203% sobre a segunda colocada foi a maior da história registrada entre as duas emissoras. Somente no horário do jogo, o SBT alcançou 27,4 milhões de lares e 39,8 milhões de pessoas no Brasil. (Metrópoles)

#SBT #Libertadores #Audiência #Recorde #TvAberta #AudiênciaHistórica #Palmeiras


Compartilhe