Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Uma adolescente de 13 anos morreu em um parque de diversões em Camboriú (SC) no último sábado (9). De acordo com a Polícia Civil, o dono do parque pode responder por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. O nome dele e do adolescente não foram divulgados. As informações são do Uol e do G1.

À Polícia Militar, o dono do local informou que o parque estava fechado ao público e que fazia testes nos brinquedos, fora de operação há meses. No momento em que iniciou os testes, não havia ninguém no local, mas crianças começaram a aparecer. Conforme o homem, ele só percebeu a presença do adolescente no momento em que se virou.

O jovem estava perto do brinquedo chamado de Motinha, uma espécie de carrossel com várias réplicas de motos organizadas em círculo, que ficam girando. Na sequência, o homem afirma que viu o menino cair no chão. O adolescente foi socorrido, mas não resistiu.

Ainda segundo a nota da Polícia Civil ao Uol, as investigações aguardam o laudo de necropsia do Instituto Médico Legal para determinar a causa da morte. O dono do parque deve ser ouvido pela Polícia Civil ainda nesta semana. 


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •