Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A felicidade do subsecretário de Trabalho do prefeito Arthur Neto, que é também presidente da Força Sindical, Vicente Filizzola, é demonstrada em uma foto sua na página do Facebook onde aparece com um ingresso da partida Itália e Inglaterra, que abriu os jogos da Copa da Arena da Amazônia. Mas a entrada foi comprada com dinheiro público, do trabalhador que o sindicalista afirma ser defensor e virou um escândalo ao ser denunciado pela imprensa o chamado “bolsa copa”.

Filizzola, ainda postou em sua página do Facebook uma foto sua com a camisa do Botafogo na arquibancada da Arena da Amazônia, onde aparece vibrando.

A compra dos ingressos para 544 custou aos cofres da Prefeitura de Manaus cerca de R$ 139,4 mil e foram presenteados pelo diretor-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult) Bernardo Monteiro de Paula, aos correligionários do prefeito, vereadores, secretários, e subsecretários.

Mas a doação da administração de Arthur vazou e acabou sendo denunciada pela imprensa. Diante do escândalo ao prefeito não restou a decisão de ir a mídia e afirmar que os mais de R$ 139 mil gastos por Bernardo Monteiro de Paula, seriam devolvidos.

Mas o anuncio do prefeito de que serão devolvidos o dinheiro, não irá sanar as irregularidade cometidas e também não livrará a Prefeitura de uma ação por ato de Improbidade Administrativa, impetrada pelo Procurador-Geral de Contas junto ao TCE, Carlos Alberto Almeida.

E o subsecretario Vicente Filizzola, beneficiado com ingressos da Copa, mesmo devolvendo o dinheiro dos ingressos será um dos que irá responder por ato de Improbidade Administrativa, ação proposta pelo Ministério Público de Contas.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •