Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Uma lista que tem os nomes dos 241 nomes de gestores públicos, os chamados fichas sujas, que sofreram condenações pelo Tribunal de Contas do Estado, sem possibilidade de recurso, do ano de 2006 até hoje, será disponibilizado amanhã pelo presidente do órgão conselheiro Josué Filho. Os gestores, que pensavam em disputar as eleições deste ano, mas tiveram as contas reprovadas e não tem mais possibilidade de recurso, são potenciais inelegíveis no pleito.

A relação foi entregue na última sexta-feira (6) ao procurador-chefe do Ministério Público Federal, Ageu Florêncio, e nesta segunda-feira ao procurador-geral do Ministério Público do Estado do Amazonas, Francisco Cruz, e aos presidentes dos Tribunais de Justiça do Amazonas e Regional Eleitoral, desembargadores Ari Moutinho e Socorro Guedes, respectivamente.

De acordo com Josué Filho, a lista será disponibilizada na íntegra no Serviço de Informação ao Público (SIP), no portal do TCE, nesta terça-feira, após o devido conhecimento das respectivas autoridades.

"Por respeito, decidi primeiro informá-los, mas esses dados vão estar na íntegra em nosso portal. Nosso cuidado era para que eles não tomassem conhecimento por meio dos jornais. A distribuiremos a toda sociedade", afirmou.

O levantamento minucioso, feito pelo secretário-geral de Controle Externo, Pedro Augusto Oliveira, foi incluído no Sistema de Investigação de Contas Eleitorais (SisConta Eleitoral), que tem por objetivo garantir mais celeridade às impugnações de candidaturas referentes às eleições deste ano e aumentar a eficácia na aplicação da Lei da Ficha Limpa.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •