Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

ROMA, 30 ABR (ANSA) – Ao menos 44 pessoas morreram e cerca de 150 ficaram feridas em um tumulto durante um evento religioso no norte de Israel.   

A tragédia aconteceu na celebração do feriado Lag B’Omer, que anualmente é realizada no sopé do Monte Meron, e reuniu por volta de 100 mil pessoas, entre elas dezenas de milhares de judeus ortodoxos.   

As primeiras informações sobre o incidente apontam que as vítimas morreram pisoteadas depois do desabamento de uma arquibancada de metal.   

Já algumas imagens do ocorrido mostram uma grande quantidade de pessoas tentando fugir do caos por uma estreita passagem.   

O primeiro-ministro do país, Benjamin Netanyahu, foi ao local da tragédia e a definiu como um “pesado desastre”, além de afirmar que está “orando pelas vítimas”.   

Israel, que conseguiu controlar a disseminação do novo coronavírus com uma das vacinações em massa mais rápidas do mundo, estava marcando o início da retomada das grandes celebrações com as festividades do Lag B’Omer, que acontecem em homenagem ao rabino Simon Bar Yochai, um religioso do século 2.   

A edição de 2019 do evento, antes da pandemia de Covid-19 que cancelou as celebrações de 2020, reuniu por volta de 250 mil pessoas no Monte Meron, segundo os organizadores. (ANSA).   


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •