Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A campanha “Vacina Amazonas” encerrou com mais de 135 mil pessoas dizendo “sim” à vacina contra a Covid-19, em Manaus. A ação iniciou na manhã de sábado (12/06), envolvendo esforços de milhares de servidores do Governo do Estado e Prefeitura de Manaus nos 57 postos de vacinação, sendo três montados para funcionar de forma ininterrupta ao longo da madrugada. A força-tarefa de esperança foi elogiada pela população amazonense.

Os trabalhos começaram às 9h de sábado e seguiram pela madrugada, encerrando na tarde deste domingo (13/06). Na Arena da Amazônia, Sambódromo e Centro de Convenções Vasco Vasques, servidores de vários órgãos estiveram a postos por 32 horas, no intuito de aplicar doses no máximo de pessoas da faixa etária de 40 a 51 anos, residentes em Manaus. A estrutura incluiu postos de triagem, atendimento a pedestres e, no caso do estádio da Arena e Sambódromo, o sistema de vacinação em drive-thru.

O secretário de saúde em exercício do Amazonas, Silvio Romano, avaliou a grande adesão da população à vacina como prova de que o manauara acredita na ciência e na eficácia da imunização.

“Essa resposta significa que nós podemos avançar na vacinação e assim erradicar a Covid-19 das nossas vidas o mais rápido possível. Lembrando que a vacinação para pessoas acima de 40 anos começou neste fiim de semana, mas continua durante toda a semana. Quem não conseguiu se vacinar hoje pode e deve procurar os postos de saúde”.

Força Tarefa

A força-tarefa de servidores contou com apoio de 22 órgãos estaduais, atuando na aplicação de vacinas, suporte logístico, alimentação, transporte e segurança. Todos os profissionais foram convidados a participarem de forma voluntária em prol da população.

O músico Ricardo Braga, de 41 anos, aproveitou a madrugada de vacinação para procurar o drive-thru da Arena da Amazônia. Agradecido pela campanha, ele apoiou a iniciativa e defendeu a vacina como uma das principais ferramentas de prevenção contra a Covid-19.

“O sentimento é de gratidão. Teve tanta gente que infelizmente já se foi e a gente chegar nessa fase aqui é muito bom. Saber que a gente deu um passinho a mais para acabar com esse vírus. É muito gratificante. Eu acho que é uma das coisas mais certas já feitas. A gente só tem como acabar com esse vírus e continuar trabalhando se tiver a vacina. É uma luz no fim do túnel”.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •