Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O vice-presidente do Grêmio, Adalberto Preis, concedeu entrevista à Rádio Grenal nesta quarta-feira, que marca o 118º aniversário do clube. Ele falou sobre a polêmica com o Flamengo acerca da volta do público ao estádio e também analisou o momento vivido pelo Tricolor Gaúcho.

“É um desrespeito a um acordo que foi feito entre os clubes. Eu considero um desrespeito, uma infração ao regulamento dos campeonatos. Falo da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro”, disse.

O jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil, que ocorre nesta quarta-feira, terá torcedores nas arquibancadas. O Flamengo, que foi a única equipe do Brasileirão a não participar de reunião com a CBF, conseguiu uma liminar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e contou com a liberação da Prefeitura do Rio de Janeiro (RJ) para trazer o público ao Maracanã.

O Grêmio, por outro lado, ameaçou não entrar em campo, pois a partida em Porto Alegre ocorreu com portões fechados. No entanto, após o STJD negar o recurso, a equipe disputará o jogo em solo carioca.

Já em relação à fase vivida pelo time gaúcho, 18º colocado da Série A, Adalberto afirmou que “hoje a prioridade do clube, estabelecida já pelo presidente Romildo, é sair dessa situação desconfortável que o Grêmio está na tabela do campeonato. Eu insisto: não se entrega jogo.”

Por fim, Reis também comentou a respeito do técnico Luiz Felipe Scolari: “Houve muita narrativa de que haveria uma indisposição em relação à contratação do Felipão, mas não há nada disso. […] Ideias novas podem ser boas, ótimas ou podem ser péssimas. O que importa não é haver ideias novas ou ideias antigas, é ter ideias boas.”

A partida de ida da Copa do Brasil, disputada em Porto Alegre, acabou em goleada do Flamengo por 4 a 0. O jogo de volta ocorre nesta quarta-feira, às 21h30 (de Brasília). (Gazeta Esportiva)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •